Wednesday, December 06, 2006

Musical response

Eu não sou muito fã do Jorge Vercilo, mas passeando no blog da Mani, eu tive que roubar. Desculpa Mani, mas essa música acabou virando a trilha sonora dessa minha semana de expectativa, de coração batendo mais rápido e de vontade que o tempo passe depressa! Porque você vem, e não vai mais embora sem mim, nunca mais as despedidas de longe no aeroporto, com você atrás de uma vidraça e eu na sala de embarque. Nunca mais ter que detestar a musiquinha do aeroporto de Orly. Nunca mais a última noite de cada visita, em que cada minuto de sono parecia um roubo, já que no dia seguinte não estaríamos juntos.

Final Feliz - Jorge Vercilo

Chega de fingir
Eu não tenho nada a esconder
Agora é pra valer
Haja o que houver
Não tô nem aí
Eu não tô nem aqui pro que dizem
Eu quero é ser feliz
E viver pra ti
Pode me abraçar sem medo
Pode encostar sua mão na minha
Meu amor, deixa o tempo se arrastar sem fim
Meu amor, não há mal nenhum em gostar assim
Oh, meu bem,acredite no final feliz
Meu amor, meu amor

Sunday, November 26, 2006

Porto e Vila Nova de Gaia - Novembro de 2006


(clique na imagem para ampliar)
Ribeira do Porto, vista da cave Taylor's em Vila Nova de Gaia, 11 de novembro de 2006

Monday, November 20, 2006

Diga-me o que (não) comes...

Roubei da Lígia, que leu o que Jeffrey Steingarten não comeria nem por um decreto, e fez a lista dela. Eu não me considero chata para comer, mas tenho alguns nojos irredutíveis. Mas a minha lista é muito, muito parecida com a sua, Lígia! E pra completar, fiz uma lista das coisas que dão nojo em muita gente, mas que eu encaro, muitas vezes até com prazer.

Coisas que eu não como nem comeria:

- Cavalo. Aqui na França tem muitos açougues especializados em carne de cavalo, as “boucheries chevalines”. Até no supermercado tem, não adianta afirmarem que é muito saudável. Preconceito mesmo, mas não tenho coragem de comer;
- Órgãos internos de qualquer bicho (menos coração, vide segunda lista). Fígado, rins, cérebro, língua, dobradinha, sarapatel, buchada, e ainda de lambuja a “tête de veau” (cabeça de vitela). Parece que a tal cabeça é o prato preferido do presidente francês… ai, inda bem que eu não segui a carreira diplomática, acho que as relações Brasil-França seriam estremecidas se uma brasileira saísse correndo para o banheiro ao ver uma cabeça de bebê boi na mesa, com sua vinaigrette.
- Chouriço. Outra coisa que faz o maior sucesso por aqui, e que eu não consigo ver sem asco. Galinha de cabidela eu gosto, mas o tal linguição de sangue ? no way, José !
- Insetos, vermes, minhocas… só de pensar me dá engulhos. Minha mãe comia formiga frita quando era menina, e diz que é uma delícia. Tem jeito de deserdar mãe ?
- Gato e cachorro. Preconceito ? é sim e pronto. Não como.
- Yakult. Pois é, bring on the tar and feathers. E ainda por cima me recuso a ser responsável por um genocídio de lactobacilos !
- Pequi. Não adianta, nunca provei nem quero provar, apesar da pressão do lado goiano da família (do lado cearense tb, que minha mãe adora !), que não entende como alguém pode ter horror até do cheiro dessa frutinha extraterrestre.
- Jaca. Outra coisa que eu nunca provei nem quero provar, por causa do cheiro enjoado. E pela aparência gosmenta e escorregadia… outra fruta extraterrestre !

Coisas que eu como, já comi ou comeria apesar de muita gente achar nojento:

- Ostra crua. Fiz as pazes com o tal molusco, apesar de nunca comprar em casa, é caro e dá trabalho demais abrir as conchas ! e ainda por cima sou a única a gostar, já que namorido não quer nem saber daquela aquela meleca cinzenta, viva e gelatinosa.
- Foie gras. Outra coisa que não suportava mas acabei gostando… evito, porque morro de pena do sofrimento dos bichinhos… mas gosto!
- Queijos fedidos e mofados. Roquefort, bleu, brie, camembert, reblochon, comté, o munster que tem um cheiro de chulé pavoroso, a raclette fedorenta, divertida e maravilhosa… you name it, I love it.
- Cobra, jacaré, rã… répteis em geral. Cobra eu nunca comi, mas acho que não demora… minha mãe, que recém se mudou para Pequim, teve um piripaque ao ver, no super, bandejinhas de carne de cobra. Mas jacaré e rã, não morro de amores mas não desmaiei ao comer.
- Coelho. Não falei que é tudo preconceito ? Não gosto muito (acho a carne meio adocicada), mas como sem problemas.
- Escargot. Também ainda não comi, mas já vi tanto por aqui que estou ficando curiosa… além do mais, ele é servido com taaaaanta manteiga de alho que o próprio bichinho deve sumir ali no meio do colesterol.
- Coração de galinha. No Brasil não deve chocar ninguém, mas aqui é difícil de achar e quando consigo, a caixa do supermercado me pergunta se eu estou levando pra dar pro gato. Em compensação, os franceses amam moelas e fígados de ave, de preferência conservados em banha de pato. Como dizia Raul Seixas, « quando acabar, o maluco sou eu ». Humpft.

E vocês ? :-)

Thursday, November 16, 2006

Esse post vai dar otimas buscas no Google

Antes de tudo, obrigada, obrigada, obrigada pelas palavras de carinho que recebi pelo post anterior... que coisa mais linda, mais doce vocês são. Graças a vocês, ao Celinho lindo e aos meus pais, a vida fica mais facil. Respondi tudo la nos comentarios, viu?

Eu ia fazer um post de verdade sobre um final de semana prolongado e maravilhoso no Porto com o namorido, meus pais e meus futuros sogros. Mas acho que vou fazer aos poucos, comentando algumas fotos tiradas pelo meu frenético pai (ele raptou minha maquina e so devolveu quando foi embora). E foi otimo, porque eu tenho pouca paciência pra tirar fotos e ele é incansavel.

Um dos pratos tipicos do Porto é a "francesinha". Por isso, piadas sobre "comer uma francesinha", "que francesinha gostosa" foram amplamente utilizadas. Na época do Megeras, eu li que a Ticcia ja teve um encontro imediato de terceiro grau com ela. Eu acho que ela chama francesinha porque lembra, muuuuuuito de longe, um croque-monsieur... quer dizer, um croque-monsieur que ficou nervoso e virou Hulk. Ja que uma imagem vale mais do que mil palavras, eis o bicho, cortado ao meio para mostrar bem as placas teutônicas, como disse meu pai:
Então: pão, presunto, linguiça, salsicha, um BIFE, montes de queijo por cima e um molho que junta caldo de carne, cerveja, camarão e sei la o que mais. Tirem suas proprias conclusões, eu ainda não consegui, e ja encarei a dita cuja três vezes!

Tuesday, November 14, 2006

Como é que a pessoa fica quando algo em que ela acreditava derrete feito uma pedra de gelo esquecida ao sol? E a pessoa tenta pegar nas mãos para tentar reconstruir, arrumar, fazer qualquer coisa, mas quanto mais ela tenta, mais aquilo vai se esvaindo entre os dedos?
Não fica, né?

Friday, November 03, 2006

Tarte à l'oignon

Uma receita salgada e fácil, testada e aprovada, mas so pra quem gosta muito de cebola. Peguei aqui e adaptei. Espero que gostem!

Torta de cebola

1 rolo de massa folhada
10 cebolas
20 cl de creme de leite (se for aquele da latinha, sem soro)
3 ovos
3 colheres (sopa) de óleo
3 colheres (sopa) de vinagre balsâmico
1 colher (chá) de açúcar (opcional, eu adoro !)
mostarda, de preferência « à l’ancienne », aquela com os grãozinhos. Senão, serve a normal mesmo
Sal, pimenta-do-reino

Preaqueça o forno.
Chore toooodas as pitangas cortando 10 cebolas em fatias finas. Refogue tudo no óleo, com o vinagre balsâmico e o açúcar. Sal e pimenta a gosto, mexa de vez em quando até dourar. Tire do fogo, deixe esfriar um tantim.
Enquanto esfria, bata os 3 ovos com o creme de leite e um tiquim de sal/pimenta, e misture nas cebolas.Estenda a massa numa assadeira, pincele mostarda no fundo, coloque o recheio e leve ao forno quente (200 °C). Também dá pra fazer com alho-poró. Eu já refoguei uns pedacinhos de bacon e juntei no recheio, fica ótimo! Se vcs preferirem fazer a massa folhada, melhor! eu aprendi e nunca fiz de novo, sou uma preguiçosa assumida. Também da pra fazer com massa de torta salgada normal.

Saturday, October 28, 2006

Ma plus belle histoire d'amour

(...) J'ai pleuré mes larmes,
Mais qu'il me fut doux,
Oh, qu'il me fut doux
Ce premier sourire de vous,
Et pour une larme
Qui venait de vous,
J'ai pleuré d'amour,
Vous souvenez-vous?

Ce fut un soir en septembre,
Vous étiez venu m'attendre,
Ici même, vous en souvenez-vous?
A nous regarder sourire,
A nous aimer, sans rien dire,
C'est là que j'ai compris tout à coup

J'avais fini mon voyage,
Et j'ai posé mes bagages,
Vous étiez venu au rendez-vous,
Qu'importe ce qu'on peut en dire,
Je tenais à vous le dire,
Ce soir je vous remercie de vous,
Qu'importe ce qu'on peut en dire,
Je suis venue vous le dire:
Ma plus belle histoire d'amour, c'est vous

Barbara - Ouça aqui
São quase 4 da manhã e estou tentando acompanhar o debate na Grobo, mas putz! Essa coisa de cada um ter um minuto pra falar é um saaaaaaaco, parece ping-pong, as respostas não explicam nem esclarecem, ninguém entende nada. E os candidatos embromam horrores.
Alias, o que foi aquilo dos dois candidatos irem la apertar as mãos dos indecisos da platéia? Me irritou pacas, inclusive pq ja tava tarde e eu queria que começasse logo. E sei la, isso de aplaudir a entrada dos candidatos é bizarro pra mim, num tem nada que aplaudir.

Também achei que as comidas no camarim para os candidatos pareciam uma diliça. Achei que o cabelinho "pega-emprestado" do Tucano tava sem noção como sempre, e que a gravata do Calamar (isso parece uma Arca de Noé) tava mei feia. Mas ta chato demais, ê povo mala. Botei meus fones pra não acordar a roommate, que é alemã e não precisa sofrer com nossas tribulações tupiniquins, e fui buscar um Balzac companheiro pra me acompanhar noite afora. A escolhida foi La Cousine Bette, muito mais emocionante do que certas novelas das oito.
Anyway, debatchiiii é na Fal. Genial e sensacional. Ai ai, a poesia da madrugada...

Friday, October 20, 2006

SE SUA VIDA FOSSE UM FILME, QUAL SERIA A TRILHA SONORA ?

Roubei da Cynthia, o dela ta muuuuuuuito mais chique, eu sou uma brega. Mas adorei o joguinho.

SE SUA VIDA FOSSE UM FILME, QUAL SERIA A TRILHA SONORA ?
1. Abra sua biblioteca de música (iTunes, Winamp, Media Player, iPod etc.)
2. Coloque em modo aleatório (shuffle)
3. Aperte o play
4. Para o primeiro item, digite a música que está tocando
5. Quando você for para o próximo item, avance para a próxima música
6. Não minta, não distorça e não tente bancar o descolado(a) : ponha a música que está tocando MESMO.



Créditos iniciais

Highway Blues – Marc Seales

Ah, achei uma boa… meio jazzy, só insstrumental abrindo a trilha sonora, com a imagem de um carro atravessando o Brooklyn Bridge, or something like that.

Acordando
Take on Me – A-Ha

Tututututu tu tutututu tututututu tutu
Talking away
I don't know what I'm to say
I'll say it anyway
today is another day to find you
Shying away
I'll be coming for you love
O.K.

Yuhuuuu !!! isso é que é é música para acordar com o pé direito, levantar da cama dançando e vestir seu jeans cintura alta, calçar seu tênis branco, colocar o seu sutiã com ombreiras e enfrentar o mundo lá fora !


Primeiro dia de aula
A Cura – Lulu Santos

Existirá
Em todo porto tremulará
A velha bandeira da vida
Acenderá
Todo o farol iluminará
Uma ponta de esperança

Aí eu não sei mesmo… A não ser porque primeiro dia de aula pra mim sempre foi uma angústia, turma nova, escola nova. E aí sobra sempre a esperança de você se dar bem com o pessoal ? bah, sei lá !

Se apaixonando
Me Gustas Tu – Manu Chao

Me gustan los aviones, me gustas tu
Me gusta viajar, me gustas tu
Me gusta mañana, me gustas tu
Me gusta el viento, me gustas tu
Me gusta soñar, me gustas tu
Me gusta la mar, me gustas tu
Qué voy a hacer, je ne sais pas
Qué voy a hacer, je ne sais plus
Qué voy a hacer, je suis perdu
Que horas son, mi corazón

Agora sim ! tudo a ver. Principalmente por que tu, que me gustas tanto, estás longe, por enquanto… e que por isso me gustan los aviones y me gusta (más) viajar. Gostei da escolha dos deuses do player !

Música da briga
Ne me quitte pas - Jacques Brel

Ne me quitte pas
Il faut oublier
Tout peut s’oublier
Qui s’enfuit déjà
Oublier le temps des malentendus
Et du temps perdu
A savoir comment
Oublier ces heures
Qui tuaient parfois
A coups de pourquoi
Le cœur du bonheur
Ne me quitte pas

Nuóssssss !!!!!! será que eu sou uma drama queen dessas ????? mas não importa, Jacques Brel é bom em qualquer situação, mas não sei se eu falaria assim. Gente, essa música é linda demais.

Terminando tudo
Eu quero ver o Oco - Raimundos

Fizera pouco em tê-lo deixado
Todo quebrado, desfigurado
Irreconhecível até pra mãe

Mãe olha só que legal
O carro que eu ganhei no Natal
Tu que me deu e disse cuidado pra que não arranhe

Menino doido, tu quebrou até os friso
Tem noção do prejuízo
Acho que o seu pai vai te matar

O ritmo, com guitarras saturadas e a voz esganiçada do Rodolfo têm tudo a ver com um breakup daqueles em que você depois joga o cabelo e sai pra balada cantando pneu. Paft !

Formatura
Stormy Weather – Frank Sinatra

Don’t know why
There’s no sun up in the sky
Stormy weather
Since my gal and I ain’t together
Keeps raining all the time
All is bare
Gloom and mis’ry everywhere
Stormy weather
Just can’t keep my poor self together
I’m weary all the time
So weary all the time

Cumassim ????? não gostei ! eu achei ótimo me formar. Acho que vou precisar ter uma conversinha com o encarregado da trilha sonora.

Aproveitando a vida
Boiadeiro – Luiz Gonzaga

Vai boiadeiro que a noite já vem
Guarda teu gado e vai pra junto do teu bem
De manhazinha quando sigo pela estrada
Minha boiada pra invernada eu vou levar
São dez cabeças, é muito pouco, é quase nada
Mas não tem outras mais bonitas no lugar
Vai boiadeiro que o dia já vem
Leva o teu gado e vai pensando no teu bem

Agora sim ! corta para uma festa junina daquelas meio frias, com bandeirinhas, pé-de-moleque, canjica, cachorro quente, correio elegante, fogueira e um monte de crianças correndo. E eu dançando um forrozinho de Gonzagão juntinho com meu bem… ai ai.

Caindo aos pedaços
Eye of the Tiger – Survivor

Risin' up, back on the street
Did my time, took my chances
Went the distance, now I'm back on my feet
Just a man and his will to survive
So many times, it happens too fast
You change your passion for glory
Don't lose your grip on the dreams of the past
You must fight just to keep them alive
It's the eye of the tiger, it's the thrill of the fight
Risin' up to the challenge of our rival
And the last known survivor stalks his prey in the night
And he's watchin' us all in the eye of the tiger

Assim, uma pessoa meio invocada. Eu caio aos pedaços mas dou a volta por cima, e apesar de apanhar pra burro, que nem o Rocky, eu acabo ganhando no final. Ueba ! Acho que vou me inspirar da minha trilha sonora.

Dirigindo
Casser la voix – Patrick Bruel

Et si ce soir j’ai pas envie de rentrer tout seul
Et si ce soir j’ai pas envie de rentrer chez moi
Et si ce soir j’ai pas envie de fermer ma gueule
Et si ce soir j’ai envie d’me casser la voix
Casser la voix !
Casser la voix !
Casser la voix !

AHAHAHHAHAAHAHAHAH !!! pois é, eu tenho essa música. E quer saber ? deve ser catártico dirigir, no seu carro fechadinho, se esgoelando até se « casser la voix » com música breguete dos anos 80. Amei !

Flashback
Cry baby – Janis Joplin

I know she told you,
Honey i know she told you that she loved you
Much more than i did,
But all i know is that she left you,
And you swear that you just don't know why,
But you know, honey i'll always,
I'll always be around
If you ever want me
Come on and cry, cry baby, cry baby, cry baby,
Oh honey, welcome back home.

Excelente escolha, para uma fossa bem adolescente, deitada no chão do quarto, com as persianas fechadas.

Reatando o namoro
I won’t dance – Ella Fitzgerald e Louis Armstrong

Think of what you're losing by constantly refusing to dance with me
You'd be the idol of France with me
And yet you stand there and shake your foolish head dramatically
While wait here so ecstatically
You just look and say emphatically;
Not this season, yes that’s a reason
I won't dance, don't ask me
I won't dance, don't ask me
I won't dance, madam, with you
My heart won't let my feet do things they should do

Ohhhhhhhh… não sei se o acaso foi feliz na maioria das vezes, mas essa música tem tudo a ver com uma reconciliação, de preferência com uma dança no pont des Arts de madrugada. Hmmmmmmm, acho que vou brigar com o namorido só pra fazer as pazes assim.

Casamento
Apenas mais uma de amor – Lulu Santos

Eu gosto tanto de você que até prefiro esconder
Deixo assim ficar subentendido
Como uma idéia que existe na cabeça e não
Tem a menor obrigação de acontecer
Eu acho tão bonito isso
Ser abstrato, baby
A beleza é mesmo tão fugaz
E uma idéia que existe na cabeça e não
Tem a menor pretensão de acontecer

Bem, essa música tem histórico no nosso casal… mas quando casarmos, não tem mais nada subentendido, né ?


Pagando os pecados
Callejero – Moneda Dura

Yo no quiero su dinero
No quiero que me lleve al extranjero
No quiero irme en su carro a Varadero
Oiga no se confunda
Que yo no soy un callejero

Aí eu acho que o tal responsável pela soundtrack foi fazer xixi e esqueceu o som ligado.

A véspera da guerra
Meu erro – Paralamas do Sucesso

Eu quis dizer, você não quis escutar
Agora não peça, não me faça promessas
Eu não quero te ver, nem quero acreditar
Que vai ser diferente, que tudo mudou

Heeeeeein ? pode ser uma metáfora, eu sou negociadora e tentei parlamentar com o país vizinho e inimigo, e não deu certo. E a música toca enquanto eu me lembro da discussão infrutuosa. Credo, acho que eu bebi alguma coisa estranha.

Batalha Final
Sénégal Fast Food – Amadou et Mariam/ Manu Chao
C’est au Mahattan fast-food Dakar Sénégal cinéma le Paris,
Demain je serais parti,
La gare Dakar, Bamako Mopti
Y’a pas de problèmes? Tout va bien
Aujourd’hui je me marie, j’ai confiance
Amoul solo, Gao, l’Algérie, Tunisie, Italie.
Il n’y a pas de problèmes, j’aime !

Só se for a batalha contra o preconceito, contra a indiferença pelo continente africano… que essa música não é nem um pouco belicosa.

Momento de Triunfo
Swing du nul – Sanseverino

De déception en déception
My best of, ma spécialité
C’est que tout ce que j’entreprends finit par rater
Je suis M. Désillusion
Le roi de l’annulation
Un collectionneur d’événements qui n’arrivent jamais

O acaso é um irônico e um filho da puta. AHAHAHHAHAHAHAHAHA !

Cena da morte
Save the last dance – Sam Cook

You can dance every dance with the guy
Who gives you the eye, let him hold you tight
You can smile every smile for the man
Who held your hand 'neath the pale moon light
But don't forget who's takin' you home
And in whose arms you're gonna be
So, darlin', save the last dance for me

E aí eu saio dançando com a Morte, que nem o Woody Allen !!!!!! tô amando.

Música do Funeral
Ouro de tolo – Raul Seixas

Eu devia estar contente
Porque eu tenho um emprego
Sou um dito cidadão respeitável
E ganho quatro mil cruzeiros por mês

Eu devia agradecer ao Senhor
Por ter tido sucesso na vida como artista
Eu devia estar feliz
Porque consegui comprar um Corcel 73

Rapaz, isso sim é que é profundo. Essa música mostra a que ponto a vida pode ser vã, logo no meu velório ! a-do-rei.

Créditos Finais
Renaud – mon bistrot préféré

Mon bistrot préféré, quelque part dans les cieux
Accueille quelquefois aux jardins du bon Dieu
C’est un bistrot tranquille où il m’arrive de boire
En compagnie de ceux qui peuplent ma mémoire
Les jours de vague à l’âme ou les soirs de déprime
Près de quelques artistes amoureux de la rime
Je vide deux trois verres en parlant de peinture
D’amour, de chansonnette et de littérature.

Porque não ? terminar pensando em como seria bater um papo, num bistrot tranquilo, com artistas que também já bateram as botas. E eu não me incomodaria de passar a eternidade com a maioria dos ídolos do Renaud, pelo menos passaria rápido !

Wednesday, October 11, 2006

Le rap rural, c'est en France!

Esse clipe virou um sucesso impressionante na Internet entre a meninada daqui. O cara, que se chama Kamini, resolveu fazer um rap sobre o vilarejo onde ele mora, no meio da Picardie, região francesa ao norte de Paris. Na tal cidade, tem mais vacas do que gente, a média de idade da população é de 65 anos; tudo é pasto, a padaria mais proxima esta a 8 km, e os unicos negros da cidade são... ele e os pais. Engraçada a oposição entre o rap tipicamente urbano, das "cités" dos suburbios de Paris e de Marseille, e Marly Gomont, no meio da "vieille France" rural. Palmas para o finalzinho, com a cidade inteira dançando com ele. Yo!

Tuesday, October 10, 2006

Ras le bol, ou overdose política

Eu não agüento mais :
- a pergunta : « ni quem qui você vai votar ? ». Será que sou só eu que acho essa pergunta indiscreta?
- o povo que desce o pau em quem vota nulo/não vota/dá voto pro Cabelinho Pega Emprestado/pro Calamar... Como tem gente mandona nessa terra, sô.
- last but not least, toooodo mundo, de tooooda opinião (tem das duas, acredite) que tenta me convencer que eu tenho que votar no candidato deles. Impressionante a quantidade dessas pessoas: durante 4 anos são encantadoras e têm pouca ou nenhuma inclinação partidária, e de repente começam a atirar toneladas de clichês na minha cabeça, e me dando instruções de voto. Pô, gente, um pouco de etiqueta eleitoral cai bem, viu ?

Alinhais,
debatchiiii bom é o da Fal. Imperdível.

Saturday, September 30, 2006

Tesouro virtual

Eu ja conhecia, mas a Ticcia disse que devido ao baixo numero de acessos, periga fecharem o Dominio Publico, site do governo que disponibiliza MONTES de obras que ja cairam no... dominio publico, claro. Tem de tudo: musica, imagens, obras literarias, videos, é um sumidouro.

Update:
Acabei de ler essa frase linda
"e se o homem é quem rime o seu pais
A mulher é quem rime a humanidade".

Leandro Gomes de Barros, "O valor da mulher", na seção Literatura de Cordel do Dominio Publico. Link direto aqui em PDF.
Agora me dêem licença que eu vou me acabar de ler.

Update bis:
Parece que a historia do site fechar por baixo numero de acessos é boato (obrigada Bia, e gentil anônimo(a)!)... desculpem ai o engano, mas pelo menos serviu pra divulgação... :-). Como diz muito o meu pai, dé-so-lé!

Wednesday, September 27, 2006

Minissérie de ficção no maior canal publico daqui : uma mulher eleita, pela primeira vez, presidente da França. Daí sei lá, eu estou achando tudo tão machista… a moça emocionada falando para várias criancinhas que quis virar presidente quando foi assistir Bambi e viu o pai dela chorar. Até aí, tudo bem, faz parte do repertório brega tão querido dos franceses. Aí aparece um assessor dela dizendo que quando ele era adolescente, era apaixonado por ela e não deu em nada. Daí, como ele nunca achou ninguém tão bom quanto ela, virou gay. E diz : « quem sabe, se eu não tivesse conhecido Fulana, eu nunca teria virado homossexual ». E eu aqui sem controle remoto pra desligar toda essa presepada, vou ter que levantar da cama. Bão, pelo menos a tal Madame la Présidente (ou Madame le Président, para a Académie Française) usa All Star, nem tudo está perdido.
Eta, o marido da presidente apareceu num jantar de saia! acho que vou deixar a TV ligada. :-D

Wednesday, September 06, 2006

Assim que a preguiça passar, eu faço um Flickr. Por enquanto, taí o meu álbum no Picasa... por enquanto só tem fotos dessa cidade que eu amo de paixão, tanto que parece que tudo pede foto, ou pelo menos um olhar mais demorado en passant.

Florista na Ile Saint-Louis, agosto de 2006



Tuesday, September 05, 2006

Xô xô xô!

Já li essa história em muitos e muitos blogs, mas o Contraditorium foi o mais engraçado. Concordo com ele, vou divulgar o endereço da perigosa Alcinéa Cavalcante para que todos estejam avisados, e inclusive o nefando cartoon fotografado num muro de Macapá. Também, que idéia, Sra. Cavalcante, a de ousar discordar de um homem público como o senador de seu Estado (quer dizer, do Maranhão, mas não entremos em detalhes), com a reputação tão ilibada, tão puro, nunca tocado sequer pela sombra de um escândalo! HUAHUAHUAHUAHUAHU! desculpem, num güentei.

Aliás, tudo isso me fez lembrar de uma musiquinha que cantavam no Brasil quando eu era pequena. Lá se vão quase 20 anos, mas cruzes! ainda me lembro. Não sei quem é o autor, mas taí:

♪Tá na hora, tá na hora
Tá na hora de raspar
O bigode do S*****
Pro Brasil se libertar
O Brasil quer ir pra frente
O governo vai pra trás
Vai-te embora presidente
E não volte nunca mais
Ilalarilariê
Xô xô xô!
Vai embora presidente, por favor♪

Monday, September 04, 2006

Eu queria ir para Portugal dia 1° de novembro, para aproveitar o feriado, e tirava 2 dias de folga para emendar com o final de semana, para quem sabe encontrar com meus pais lá na terrinha (minha família é assim: nos encontramos em Portugal, eu vindo da França, eles a caminho da China). Daí aparece o Chico, o CHICO! fazendo show por lá dia 30 de outubro, e o ingrato nem vem aqui... O debate na minha cabeça tá mais ou menos assim:

Hemisfério racional do cérebro, também conhecido como AAC, ou Aquele Anjinho Chato:
- Carol, não há dúvida: tire somente 2 dias de folga e viaje dia 1° de novembro, voltando dia 6. Você verá seus pais e o namorido, não é mesmo genial?

Hemisfério emotivo do cérebro, também conhecido como SDPL: Simpático Diabinho Porra-louca:
- Foda-se. O Chico dá show dia 30 de outubro. Dinheiro não é preciso, ver o Chico é preciso. Tira logo uma semana de férias, você tá precisando, que esse negócio de trabalhar nunca foi sua praia mes... assume logo.


AAC:
- Mas pense em todas as despesas que você vai ter esse ano... toda economia é bem-vinda!

SDPL:
- Foda-se! banco taí pra isso. Pede um empréstimo, porra! ou vende um rim, pra que dois?


AAC:
- Carol, o Chico não vai morrer já, você tem outras priori...
(voz do SDPL tampando os ouvidos e gritando: CAROLIIIINA NOS SEUS OLHOS FUUUUUUNDOS GUARDAS TANTA DOOOOR)

AAC:
- deixe de ser infantil, SDPL, me escute! também tem as passagens aéreas, os impostos do ano que vem...


SDPL, sempre tampando os ouvidos:

- VAI MEU IRMÃO PEGA ESSE AVIÃO, VOCE TEM RAZÃO...

Monday, August 21, 2006

Post extraordinário

Pra quem vota, pelamordedeus passem no Projeto Excelências do Transparência Brasil. Isso é que trabalho de utilidade pública : lá vocês podem ver o perfil dos candidatos : bens declarados à Justiça Eleitoral, ementas passadas, presença…. E last but not least, os processos contra o/a distinto/a e principalmente o que deu na imprensa sobre o eventual envolvimento em escândalos, mensalões, sanguessugas e outros que tais. Merece divulgação, assim que eu conseguir eu ponho o banner aí do lado.

Ah sim, bom ir logo porque a coligação PT-PC do B pediu ao TRE a retirada da campanha « Não vote em mensaleiro », do mesmo site. Eu nem vou me pronunciar a respeito disso, porque meu dia já tá ruim, é quase hora do almoço e não quero destruir meu apetite de vez.

Update : pelo que li no blog do Claudio Abramo, o TRE negou a retirada do artigo, mas pediu para cortar uma frase do texto que fala da « vampiros », « mensaleiros », e outros « animais ». O Transparência Brasil vai recorrer.

Thursday, August 03, 2006

Procura-se pai-de-santo

Todos os clientes malas do planeta resolveram me mandar os piores projetos do ano na mesma semana ; um ônibus engoliu meu vale-transporte mensal, meu salário veio errado (faltando, claaaaro, que é que vocês pensam) ; as gatas não páram de brigar, não vai ter água quente lá em casa essa semana toda : daí a temperatura baixou, convenientemente, em uns 15 graus, não pára de ventar e chover e eu sem poder tomar um banho quente para esquecer tudo isso. E aí chegou a proverbial gota d’água ; gota não, que ontem caiu meio litro de água gelada na minha mão, que pilotava mansamente o mouse. Gente, uma goteira no centro high-tech da maior empresa do mundo, e a centímetros da maçaroca de cabos elétricos embaixo da minha mesa. Eu não sei que mandinga é essa, mas eu acredito, eu acredito! E nem dá pra tomar um banho de descarrego sem morrer de hipotermia...

Tuesday, July 25, 2006

Dixit the King

"(...) novels are still the best entertainment option. Even a hardcover is cheaper than two tickets to the local multiplex, especially once you throw in gas, parking, and babysitting. Also, a book lasts longer and there are no ads. Need more? No tiresome ratings system to keep you out if you're under 17, the special effects are always primo (because you make 'em up yourself), and although I read nearly 80 books this year, I never ran across the Olsen twins a single time."

Source: EW

Difícil arranjar argumentos mais sólidos do que esses, principalmente o último. Adoro cinema, mas concordo em gênero, número e grau. The King is the king.

Saturday, July 22, 2006

Un air de samedi

Brincar de sério, cheiro de croissant, louça no escorredor, fazer amor, amor, amor… rir da TV e do gato, andar com o mesmo passo, cantar até gargalhar ; dançar juntinhos na plataforma do metrô, beijos de hortelã, cheiro de roupa limpa e de sol, cabelo molhado, o abraço da noite inteira e a certeza de que amanhã é domingo, e depois de amanhã também, e você sempre aqui.

Wednesday, July 12, 2006

Ici l'on danse

Aproveitando a preguiça dos clientes nesse verãozão véi bão, deixem eu falar abobrinha.

********************

Depois de amanhã, 14 de julho, aniversário da queda da Bastilha ocorrida em 1789. Esse dia é considerado como o pontapé inicial da Revolução francesa, apesar desta ter começado em teoria muito antes. A festa é composta principalmente de:

- bailes: os mais tradicionais são o baile da Praça da Bastilha e os bailes dos bombeiros. O baile da Praça da Bastilha começou em no dia 14 de julho de 1790, quando os parisienses, comemorando a reunião das federações que vieram , colocaram mesas e cadeiras, pegaram os instrumentos e armaram uma festa popular enorme com uma placa chamando para o baile: "Ici l'on danse". A tradição continuou, antigamente nos cabarés e "guinguettes" (cabarés na beira do Sena). E hoje à noite, bailes em todos os corpos de bombeiros e na praça da Bastilha.

- fogos de artifício: costumam ser no dia 13 à noite: como anoitece tarde no verão, começam bem depois das 10, em praticamente todas as cidades da França. Em Paris, vai ser no Champ de Mars, a esplanada de frente à torre Eiffel.

- piqueniques. Essa é, para mim, a melhor parte. Vai ser uma invasão de praças, praias (eu não entendo gostar de comer na praia, a não ser água de coco e picolé), parques e bosques. Existem inclusive vários "pique-niques de la République", organizados pelas prefeituras e associações, mas comer sanduba dormido e vinho morno ouvindo discurso de prefeito... non, merci! Por isso, o menu do 14 de julho já está prontinho: pão de tomate seco, nozes e queijo de cabra; salada de tomates cereja amarelos e vermelhos, queijo feta e saucisson, manjericão e azeite; brigadeiro e frutas. E se alguém vier roubar no meu pratinho de papelão vai ter pau.

********************
- Namorada ( cozinheira + canceriana) + namorado distante há 2 meses + véspera de aniversário = geladeira que não fecha.

********************
- Uma colega daqui talvez consiga ingressos de grátis para o show do Juanes na terça-feira! Bons contatos são tudo nessa vida.

Monday, July 03, 2006

Questionário olfativo-gastronômico

Achei esse questionário no maravilhoso Cavoletto di Bruxelles, e como adorei, roubei, traduzi e taí!

1. Que cheiro de cozinha era o seu preferido quando criança ?
Sempre fui super sensível a cheiros, minha mãe diz que, quando era pequena, entrava na cozinha e perguntava: « o que é que eu tô cheirando ? ». Não tenho certeza, mas acho que era o eterno cheirinho de cebola e alho refogados no óleo, e o do feijão borbulhando na panela.

2. Que cheiro de comida te abre o apetite ?
De manhã, o cheiro de croissants quando chego na estação de trem de Versailles. Durante o dia, a maioria dos cheiros de comida salgada, menos fritura (vide abaixo).

3. quais são os cheiros:
da primavera?
Flor de laranjeira, morangos, grama cortada, pólen…

do verão ?
Pêssego, nectarina, melão maduro, rosas, churrasco, flores brancas, musgo…
do outono ?
Castanhas assadas, chá, viennoiseries, chocolate, peras, sopa de abóbora, e o cheirinho das folhas secas depois da chuva.
do inverno ?
Fumaça de lareira, raclette, tangerinas, café com leite, pão torrado, tarte Tatin, cravo, canela e gengibre.

4. Qual é a sua especiaria favorita ?

Empatadas, baunilha e gengibre. Ah, sim, e pimenta! mas é especiaria?

5. Qual é a sua erva aromática favorita ?

Hortelã, manjericão e cebolinha.

6. Qual é o seu perfume ?
Principalmente l’Eau d’Issey e agora, l’Eau de Cartier. Por acaso, são os perfumes das minhas duas melhores amigas !

7. qual é o cheiro da casa dos seus sonhos ?
Lavanda, roupa limpa, bolo saindo do forno, cera de abelha.

8. qual é a sua madeira aromática preferida?
Sândalo

9. Qual é o cheiro que você mais detesta ?
Na cozinha ? cheiro de fritura. ARGH !

10 . qual é o aroma artificial mais nojento ?
MORANGO ! IECH IECH IECH

11 . Que combustível comestível e aromático você colocaria no seu carro, se pudesse ?
Hmmmm… óleo essencial de lavanda, ou de hortelã. Ou casca de laranja cristalizada!

Thursday, June 29, 2006

Foi aqui no blog da Sealvia que descobri essa matéria da Epoca. Apaixonada por livros desde que meu pai me ensinou a ler de ponta-cabeça aos 3 e poucos anos, essas histórias tocaram fundo naquele meu cantinho que sabe que o melhor lugar para se esconder do mundo lá fora é um livro, e que amar ler não depende tanto assim de estudo e educação.

Tuesday, June 27, 2006

Quartas de Final: Brasil X França.

Esses franceses vão ficar (mais) insuportaveis.

Ganhar virou uma obrigação.

Melda.

Sunday, June 25, 2006

Isso aqui vai virar um food blog

4 motivos para amar acordar cedo no domingo para ir à feira:




Meu jeito todo pessoal de homenager a brava nação lusitana, que joga hoje:



Friday, June 23, 2006

Receita - Crème de Courgettes

Se você, como eu, comeu moussaka e torta de peras e amêndoas, crème anglaise no almoço, ou outra coisa igualmente deliciosa e guilt-generator, eis uma idéia de jantar fácil, rápido e light ! Sopa de abobrinha ou...

Crème de courgettes (porque eu sou pheena)

- 4 abobrinhas grandes
- 3 xîcaras de água
- 2 cubos de caldo de legumes – eu uso do orgânico, sem glutamato monossódico, iurgh !
- 1 cebola pequena picada
- 1 dente de alho picado ou espremido (opcional)
- 1 colher (sopa) de azeite
- 2 La Vache Qui Rit, ou Polenguinhos, normais ou light

Lave as abobrinhas, corte em cubos. Numa panela, aqueça o azeite e refogue a cebola picadinha e o alho. Quando começar a dourar, adicione as abobrinhas. Refogue uns 2 minutos, adicione a água e os cubos de caldo de legumes. Tampe a panela e deixe cozinhar uns 30/40 minutos ou até a abobrinha ficar bem macia. Tire do fogo, pique os queijinhos la dentro, bata no liquidificador ou com a varinha mágica. Se estiver muito grosso é só botar um pouco mais de água. Prove o sal e pronto ! Eu sirvo com baguette e manteiga demi-sel da Normandia, porque, repito, sou pheena. Mas vai bem até com torrada de caixinha com manteiga!

Sunday, June 18, 2006

Fala sério!

Fiquei muda quando o Marcelo me disse que o Bussunda tinha morrido, e continuo sem palavras. Ele soube se expressar melhor do que eu, como sempre. Se o paraiso existe, deve ser uma roda de boteco animadissima esses dias...

Wednesday, June 14, 2006

Fatos sobre Chuck Norris reloaded, by Marcelo and Carol :

- Chuck Norris come manga com leite ;
- Chuck Norris come banana à noite ;
- Chuck Norris não leva um casaquinho ;
- Chuck Norris toma sereno ;

- Chuck Norris vai nadar depois de comer.

Tuesday, June 13, 2006

Fe-liz

  • "Friendship is the only cement that will ever hold the world together" - Woodrow Wilson. E nós sabemos que é verdade, né? Adorei flor, te amo!
  • 9 meses depois da banca, o diploma da pós-graduação chegou!!! I'm da Master! e ainda sou Madame, uia! Tô numa saliência danada, eu sei.

Friday, June 09, 2006

Momento jabá

Olha, não é porque é minha mãe não...mas cheguem aqui e confiram o nível da coisa. E enxuguem o queixo depois.

Friday, June 02, 2006

Eu tenho saudades do que eu nunca vivi. Sou uma nostalgica dos musicais americanos pos-guerra. Nada realista, porque realidade a gente ja tem todo dia, quando sai do cinema, e o pessoal da época queria muito sonho, muita beleza, porque tinham acabado de sair do pesadelo... Então resolvi colocar dois trechinhos de vida nada real aqui.


Gene Kelly e Jerry (o do Tom), "Anchors Aweigh"

Ai ai, Gene Kelly, eta homem lindimorrê!! gosto mais quando ele dança "solo" do que com parceira, porque o charme dele esta na força e na agilidade, nos saltos, no sapateado... apesar de ser sempre lindo, seja quando dança com a Judy Garland em "Summer Stock", seja aqui, com o MALA do Jerry.

Fred e Ginger, "Top Hat"

A patética aqui chora toda vez que vê essa cena, de pura emoção, coisa mais linda essa dança! a Ginger tão linda e leve, e o Fred... porque sera que graça e elegância perderam o status entre os homens?

Anti-fossa garantido, melhor do que cãprimido!

Friday, May 26, 2006

Hasta la vista, baby

Segundo dia de volta ao trabalho, e já tenho ímpetos quase irresistíveis de vestir um jaquetão de couro, pular numa moto e pegar um certo tradutor, para picotá-lo em mil pedacinhos que serão espalhados pelos quatro cantos do país para que eles não possam nunca mais se juntar e voltar a cometer as atrocidades que eu tenho que corrigir.

Monday, May 22, 2006

...Is in my ears, and in my eyes

Inspirado daqui.
A minha Penny Lane só era minha durante 2 meses por ano, durante as férias naquela quadra da Asa Norte, dos meus avós paternos, lar das férias e único porto seguro da minha vida de navio.
No carro, vindo do aeroporto, eu já ficava doida com a tesourinha de acesso pra quem vinha do Eixão, onde tinha a "descidinha" (a pista tinha um desnível, com o carro rápido dava um frio na barriga nunca igualado por nenhuma Space Mountain coió), a coruja que estacionava num toco de árvore ao lado dela e que meu avô alimentava, e a placa "é proibido buzinar" que ficava bem na entrada da quadra. Essa placa era o umbral de tudo de bom no mundo: a banca onde comprava revistinha da Mônica, Alegria, bonecas de recortar e as palavras cruzadas da minha avó, e (quase) sempre sobrava pra um saquinho de doce de leite; levar cascos de refri naquelas finadas cestas de plástico que cortavam os dedos; ir buscar pão e leite na padaria e aproveitar pra comprar picolé de uva.
O mais importante disso tudo é que eu não me lembro de um minuto sozinha, durante esse tempo todo. Primos passavam o dia inteiro assistindo Xou da Xuxa ou brincando de gato mia, a pirralhada toda assistindo Moonwalker e acelerando todas as cenas do filme pra ver as partes de dança; as expedições caça-fantasmas à garagem; nunca pisar na frente da porta da lixeira que dava azar; brincar de "cantinho" no elevador e SEMPRE perder no War, naquelas partidas de horas nos corredores de penitenciária do bloco. Acho que nunca ganhei uma partida de War na vida.
Os cadernos de perguntas, as caixas de bombom Garoto e Thaty no meu aniversário, no salão de festas do prédio. Bete, amarelinha, paredão, salada mista, queimada, pique-altinha e elástico embaixo do bloco com zilhões de vizinhos e os primos. Cheiro de batom de maçã verde, de Fandangos e de sabonete Phebo. Dormir na cama da minha avó, e depois da oração, pedir pela milésima vez a história da princesa que virou passarinho. Uma caixinha de perfume cheia de moedas de todos os planos econômicos do Brasil. Jogar paciência e pif-paf com minha avó, passar a tarde com ela fazendo palavras cruzadas... Ficar de castigo sem descer, punição mil vezes pior do que uma surra de Havaiana.
Meu primeiro beijo, meu primeiro amor, foram lá. Também foi lá que dirigi um carro pela primeira vez, morta de medo. E lá aprendi a brincar, a relevar, a levar na esportiva, a chorar, a dar o troco, a lidar com meninos ; foi lá que aprendi que a vida era muito melhor acompanhada. Posso até ter aprendido a pensar na escola, mas aprendi a viver na quadra dos meus avós.

Thursday, May 18, 2006

Adoro cozinhar, e moro com uma flatmate de gostos muito diferentes dos meus para comer sempre comigo o que eu preparo. Daí acabo com a geladeira abarrotada de restos de coisas que acabam se perdendo, e pouco dinheiro na conta. Então resolvi dar cabo de tudo o que tinha na geladeira e diminuir bastante a despensa antes de fazer compras de novo. Reciclagem de restos é o que há.

Pudim de pão de fim de mês

Pão duro : ½ baguette. Você esqueceu o saquinho de papel com o pão em cima da geladeira durante 2 semanas ? perfeito ! Quanto mais duro, melhor (ui!).
Leite : 1 litro. Leite todo mundo tem em casa… bem, pelo menos eu sempre tenho.
Ovos : 2 .
Açúcar : foi no olhômetro, meia xicara mais ou menos... Melhor ir provando.
Coco ralado : uns 50g, que era o que tinha sobrado de um bolo feito mais de mês atrás. Pode ser resto de queijo ralado, uva passa, pedacinhos de ameixa preta, lasquinhas de chocolate… ou nada mesmo.

Um pedacinho de manteiga para untar

Corte o pão em pedacinhos, coloque numa travessa rasa, cubra com o leite. Mexa e amasse com um garfo até o pão ficar bem molinho. Junte o açúcar e misture bem. Bata os dois ovos, acrescente à papa de pão e leite, e por último o coco ralado. Unte uma fôrma refratária com a manteiga, despeje tudo lá dentro e leve ao forno quente, uns 30 minutos ou até ficar dourado por cima. Esse pudim fica muito melhor depois de frio.

Eu dei a versão fácil, se você for menos molenga do que eu, vai fazer uma calda de caramelo no fundo da fôrma que fica ainda melhor. Gente luxuosa, rica e poderosa tira a casca do pão, eu prefiro com a casca.

E agora, a melhor parte :
Custo total da receita : 1,30€
E até a amiga natureba gostou!

Thursday, May 11, 2006

Mais um final de semana perfeito dele em Paris :

  • Jelly Bellies (só pensávamos na Cynthia), achadas no Bon Marché depois de rodar por todas as seções, devoradas na rua mesmo, a caminho do sorvete do Alberto na Rue Mouffetard. Ou seja, major sugar high que nos levou a um programa completamente inesperado : já que estávamos passeando pelo Jardin des Plantes, resolvemos visitar a ménagerie deles… eu nunca gostei de zoológico, mas ali confesso que o passeio foi muito bom, principalmente os pássaros e os répteis, adoro cobras, lagartões e jacarés !
  • Capela de Nossa Senhora da Medalha Milagrosa. Nunca tinha ido lá… valeu a pena, a capela está reformada e é bonita e luminosa. Na minha opinião, um lugar que tem mais a ver com religião e oração do que aquelas catedrais sombrias, imensas e cheias de ouro, como a Sé do Porto, a Notre-Dame de Paris e até a Madeleine… Me emocionou, muita gente rezando, gente do mundo inteiro mesmo, sem missa, padre ou aquelas barulheiras espalhafatosas que existem em todas as religiões e que sempre me incomodam… alinhais, saquem o endereço do site da capela: http://www.chapellenotredamedelamedaillemiraculeuse.com . Simplicidade é tudo mesmo.
  • Museu da Idade Média de graça, sol de novo apesar do terrorismo da Météo France que ameaçou com chuva e trovoadas todos os dias, e só foi chover no último.
  • Em mais de 7 anos de Paris, os fiscais do metrô e dos ônibus controlaram meu passe umas 10 vezes, se muito. Namorido passa 5 dias aqui comigo, 4 controles. Murphy e Marcelo, uma historia de amor...
  • Essa cidade virou um jardim.

***********************************************************************

Segunda gargalhada frenética do dia (a primeira foi lendo a dé-vina Cyn, sempre ela) : alguém chegou nesse blog procurando « gar*tas de progr*ma em Gaia – Portugal ». Olha, não estou com essa bola toda, senão já estava aí uma futura opção de carreira… depois podia até escrever um livro, como a Surf*stinha !

***********************************************************************

Sessão desabafo : 5 meses atras entrei com um pedido de autorização para trabalhar durante 1 ano … me perguntem se a resposta já saiu. Aliás, melhor nem perguntar.
E eu dei sorte porque a empresa que quer me contratar aceitou esperar : mais de um ano e meio trabalhando lá como estagiária, já conheço o babado e eles parecem acreditar em mim. Além do mais, é uma multinacional imensa que tem estrutura para segurar as pontas enquanto espera.

Agora peguem uma empresa normal, de médio ou pequeno porte, que tem uma equipe pequena ou equipe nenhuma e que precisa do project leader pra já… Vocês conhecem muitas organizações que saibam que vão precisar de alguém daqui a 5 meses ? ou que pensem assim : « tudo bem, nós estamos aqui aperreados de trabalho mas vamos esperar por você, em vez de contratar um francês/europeu que pode até não ser tão qualificado quanto você, mas que pode começar já » ? E não, não pode pedir uma autorização para trabalhar em qualquer coisa, tem que ter primeiro o contrato para depois pedir a autorização, que só vai valer para esse contrato. Espero que esse tipo de absurdo, que é a regra e não a exceção, as leis de imigração cada vez mais restritivas, e outras coisas que fazem com que seja cada vez mais difícil para um imigrante se arranjar legalmente por aqui mostre para algumas pessoas que conheço (principalmente franceses, oh ironia) que morar aqui está longe de ser o mar de rosas que elas imaginam. Claro que é bom, senão não estava aqui. Mas não é fácil.

Pronto, passou...

*******************************************************************************

Update: Gente, estava vendo o Jornal Nacional, é impressão minha ou o time do Japão tem uns rapazes jeitosinhos? juntando isso com a minha admiração hereditaria pelo Zico e à paixão por sushi, tenho que tomar cuidado porque senão na Copa vocês me pegam gritando "Ni-hon! Dji-co!", ou coisa parecida.

Saturday, April 29, 2006

Caderno de perguntas, versão virtual

Roubei da Cam, gostei e passei uma hora colocando os negritos nesse trem.
Nome?
Carolina.
Data de nascimento?
16/07/1979.
Local de nascimento?
Brasília.
Residência?
Em algum subúrbio de Paris.
Olhos?
Castanhos.
Cabelos?
Castanho claro.
Altura?
1,63.
Destro ou canhoto?
Canhota.
Ascendência?
Goiana por parte de pai, cearense por parte de mãe.
Signo e ascendente?
Câncer, ascendente em Gêmeos.
Sapatos que usou hoje?
Havaianas turquesa com borboletas em casa, tênis Adidas preto/vermelho.
Fraqueza?
Livros.
Medos?
Acho que todos, menos de altura e de lagartixa.
Objetivo que gostaria de alcançar?
Paz.
Frase que mais usa no MSN Messenger?
Emoticons de coração e de risada.
Melhor parte do corpo?
Mãos, ombros e colo.
Pepsi ou Coca?
Coca, da normal porque ando fugindo de aspartame.
McDonald's ou Bob's?
Bob’s.
Café ou cappuccino?
Cappuccino sempre, café nunca.
Fuma?
Não.
Palavrão?
« Merda » e « putaaain… »
Perfume?
Segundo a inspiração : L’Eau d’Issey (forever) e Eau de Cartier estão em alta. Mas eu varêio.
Canta?
Sozinha, sempre. Acompanhada, às vezes. Invariavelmente mal.
Toma banho todo dia?
Sim.
Gostava da escola?
Não. Mas gostava das aulas.
Quer se casar?
ô !
Acredita em si mesmo?
Not really…
Tem fixação com saúde?
Sou uma hipocondríaca controlada.
Se dá bem com seus pais?
Muito.
Gosta de tempestades?
Adoro, apesar de até hoje ter medo de trovão...
No último mês...
Bebeu álcool: Sim.
Fumou: Não.

Usou drogas: Antibiótico é droga ?
Fez saliência: Claro !
Foi ao shopping: Durante duas semanas, praticamente morei em shoppings. Conheço o Arrábida como a palma da minha mão.
Comeu um pacote inteiro de Oreos: não.
Comeu sushi: Muito !
Subiu ao palco: Deus me livre.
Levou um fora: Não.
Fez biscoitos caseiros: Não.
Pintou o cabelo: Não.
Roubou algo: Não.
Já tomou um porre?
Nunca.
Já apanhou?
Sim.
Já bateu?
Também.
Número de filhos?
Zero.
Como você quer morrer?
Velhinha, feliz e sem perceber.
Piercings?
Não.
Tatuagens?
Não.
Quantas vezes seu nome apareceu em jornal?
Que eu saiba, duas.
Cicatrizes no corpo?
Uma esfolada no joelho, umas de arranhões.
Do que você se arrepende de ter feito?
De muuuuitas coisas. Mas sem ficar remoendo.
Qual sua cor favorita?
Boa pergunta, acho que todos os tons do rosa ao vinho. E azul.
Me fale sobre um talento ou habilidade que você tem e que eu ainda não vi ou descobri.
Eu sei cozinhar. Me viro bordando e agora sei fazer colagens ! ê mulé prendada!
Qual sua disciplina favorita na escola?
Literatura e História.
Diga um lugar no qual você nunca esteve, mas que gostaria de visitar algum dia (aqui ou no exterior).
Fernando de Noronha e New York.
Você é uma pessoa matutina ou noturna?
Diurna...
Os astronautas pousaram mesmo na Lua ou foi tudo armação?
Ehm, are you for real ?
O que você tem no bolso? (Ou, se não há nada no momento, que tipo de coisas geralmente estão lá?)
Passes de metrô, prendedores de cabelo, moedas.
Em 10 anos, você se vê... (termine como quiser)
Não sei mesmo… feliz, espero.
Falta energia e você não tem um gerador. Isso quer dizer nenhum eletrônico: computador, TV, vídeo, aparelho de som, etc. O que você faz para se manter aquecido, contente e entretido?
Um edredom, um livro e namorido. Nem precisa faltar energia para ficar feliz assim.
O que você jamais comeria?
Por livre e espontânea vontade ? insetos, bucho, miolos, cachorro, gato…
Quanto tempo de TV você assiste por dia?
Minha TV está retida como refém. Mas jornais e a Belissima na Globo Media Center. Deve dar uma hora e meia ou duas por dia.
Fale sobre um filme ou programa de TV obscuro e diga por que deveríamos assisti-lo.
Profit. Porque o mundo é mau. Muito mau.
Fale sobre uma banda ou talento musical obscuro e diga por que deveríamos ouvi-lo.
Não conheço muitas bandas ou talentos musicais obscuros. Sou um ser retrô pop.
Se tivesse que escolher, você preferia estar com muito frio ou com muito calor?
Muito calor, mas isso é opinião pós-inverno. Em agosto vou estar xingando o sol e implorando pelo frio.
Um dia haverá um evento em sua vida tão grande que lhe arrancará da obscuridade e fará seu nome conhecido em todo mundo. Especule sobre o que vai lhe trazer seus 15 minutos de fama.
Só se for ganhar no Euromilhões. Mas para isso eu teria que começar a jogar…
Qual seria a sua última refeição se você estivesse no corredor da morte?
Eu perco o apetite até em véspera de viagem de fim de semana ! Imagine, suas últimas horas de vida e você comendo feijão tropeiro com pudim de sobremesa ? não tenho essa coragem.
Qual sua lembrança mais antiga?
Não sei… acho que a nossa chegada na casa da Guiné Bissau, eu devia ter 4 anos.
Se você tivesse direito a 3 desejos, qual seria o terceiro?
Eu sou daquelas chatas que pedem mais uns 100 pedidos
Qual seu vegetal favorito?
Abobrinha e espinafre, empatados. Mas eu amo quase todos !
O que você queria ser quando era criança?
Arqueóloga, secretária-geral da ONU. Na minha pobre cabeça infantil, era o mais próximo de « rei do mundo ». I know better now.
Qual o seu time, e por quê?
Não tenho time.
Qual sua canção favorita no momento?
Night and Day do Frank Sinatra... ouvi N vezes essa semana.
Onde você morou?
Bissau, Roma, Port-au-Prince, Santo Domingo, Brasília, Paris.
Quando criança, quais eram o seu brinquedo, livro, programa de TV e personagem de desenho animado favorito?
Brinquedo: eu adorava massinha e jogos de tabuleiro. Livro: muitos, mas lembro de « Tistou les Pouces Verts », do « Lutin Pâtissier », do « Les Trois Louis d’Or de Maria », do « Capitaine Fracasse », da Coleção « Uma Historia por Dia » da Disney, dos « Bichos que tive »da Sylvia Orthof, do Monteiro Lobato, do « Pare no P da Poesia », do « Menino Maluquinho », do Mauricio de Sousa, da coleção J’aime Lire.
Programa de TV : desenho animado ! Os longas da Disney, Caverna do Dragão, Cavaleiros do Zodíaco.
Personagem de desenho animado: Shiryu.
Mostre-nos uma foto de como você era adorável quando criança.
Se você pudesse roubar algo, certo de que não seria pego, o que seria?

Nada.

Se você pudesse vandalizar algo sem medo de ser pego, o que seria?

Nada.

Se você pudesse entrar em um lugar onde não tivesse permissão e ninguém descobrisse, qual seria?

Isso eu não conto.

Existe algum assunto do qual você sabe mais do que qualquer pessoa que você conheça pessoalmente?

Que eu saiba, a obra de Alexandre Dumas, pai. Sou uma incompreendida.

Você testemunhou contra a Máfia e tem que deixar o país. Aonde você iria para começar sua nova vida, e que carreira iria tentar?

em New York, trabalhando como tradutora freelancer.

De quais eventos olímpicos você gosta mais e menos?

Mais: Vôlei.
Menos : Curling.

Se você pudesse incluir ou criar um novo esporte olímpico, qual seria?

Não sei, competição de repentistas?

O que você está ouvindo neste momento?

I’m Just a Lucky So and So, Louis Armstrong e Duke Ellington.

Qual foi a última coisa que você comeu?

Frango assado com manjerona, salada e berinjela grelhada.

Primeira coisa que você nota no sexo oposto?

Os olhos e o sorriso.

Bebida favorita?

No momeno ? Perrier geladésima, ui que chêque.

Bebida alcoólica favorita?

Não curto alcool, mas eu acho que seria frozen daiquiri.

Você usa lentes de contato?

Já usei, hoje quase nunca.

Irmãs ou irmãos:

Uma irmã.

Mês favorito:

A primavera de maio, e o mês de agosto, quando as ruas de Paris ficam vazias…

Comida favorita:

Não da pra escolher uma só.

Último filme a que assistiu no cinema:

The Ice Age 2.

Você consegue tocar seu nariz com sua língua?

Não.

Qual a primeira coisa em que você pensa quando acorda pela manhã?

Já ?

Como é o seu wallpaper?
Margaridinhas em um gramado.

Sugira algo para ler, algo para assistir:

Para ler : O Conde de Monte-Cristo, e para quem já leu, o Colar da Rainha, do Alexandre Dumas. Para assistir… O Grande Ditador, do Chaplin, ou qualquer um com Fred e Ginger.

O que lhe irrita acima de tudo... Aquele momento terrível que faz com que você perca totalmente sua compostura e queira chutar, gritar e bater em algo com um porrete?

Descobrir que fui feita de boba.

Admita, você não é perfeito... O que você faz e que deixa as pessoas irritadas?

Virsantíssima, acho que a lista é grande ! por exemplo, sou obessiva : quando estou pensando em alguma coisa, falo nisso até o assunto virar um leitmotiv insuportável.

Nasceu em que dia da semana?

Segunda-feira.

Ator favorito?

Não tenho.

Instrumentos que toca?

Piano e teclado, maaaaaaaaaaais ou menos. Bem, digamos que sei ler e achar as notas, depois de ciscar horas; depois parei de torturar minha familia.

Internação em hospital?

Nunca, graças a Deus !

Religião?

Católica.

Qual seu aparelho eletrônico favorito? E qual aparelho você gostaria de ter?

Existente, o computador. E o aparelho que eu gostaria de ter era, como a Cam, um teletransporter. Será que rola leasing pra isso ?

Thursday, April 27, 2006

Para comemorar a convalescência da minha máquina fotográfica, resolvi colocar aqui uma foto da minha mais nova criação.


Gostaram?

Volto a afirmar que só pode ser olho gordo, catimbó ou uma alguma outra dessas coisas en las quales yo no creo… Passei duas semanas passeando em Portugal, milhares de fotos para tirar: festival folclórico na ribeira de Gaia, pessoas a caráter dançando o vira ou alguma coisa lusitanamente parecida, feira de discos de vinil na entrada de uma igreja (convento ? mosteiro ? não me lembro, tinha uma cruz), altares em prata, praias ensolaradas ... com a máquina fora de serviço : a memória simplesmente não queria funcionar. Foi chegar aqui, onde só posso fotografar a gata e as colagens que ando fazendo, ligar a dita cuja para ela voltar a funcionar como quando era nova.

Wednesday, April 26, 2006

  • A Lush chegou em Paris. Eu não ligo muito para roupas e jóias, mas não resisto a produtos naturebas para o corpo (e a coisas para a cozinha, e a sapatinhos fofos, but I digress). O que me consola é que a Lush é mais barata do que a Body Shop e a Natura, e é muito mais divertida. Além do mais, os produtos são naturais e artesanais, não são testados em animais e são sem conservantes. Na medida do possível, acho que toda mulher merece pelo menos um ou dois creminhos ou sabonetes de boa qualidade. Da Lush, eu fico com as barras de massagem maravilhosas e os sabonetes por peso, os preços são interessantes e duram um tempão. Eu recomeindo, para quem mora aqui, obóvio. No Brasil Natura forever, em Portugal acho que apelo para o Boticário, apesar de não ser fã deles. Ave, moço do banco, aquelas que vão entrar no cheque especial, mas cheirosas e com a pele macia, te saúdam.
  • No sábado eu comecei a faxina de primavera. Na segunda-feira, pilhas de papéis para organizar, roupas a serem doadas, sacolas de documentos amarelados a caminho do lixo já tinham dominado o quarto. Daí larguei tudo e fui comer pipoca e assistir The Ice Age 2 com a Clau. Procrastination rules.
  • Estou aqui ouvindo chorinho, que adoro... Mas tenho que ser honesta e confessar que a trilha sonora nos meus fones hoje foi, entre outras pérolas : - Gonzagão e Fagner - « Morena » e « Xamego » ;Chitãozinho e Xororó – « Vô tomá um pingão » ; Gilberto & Gilmar « Mas só não pode acabá com as muié » ; Tião Carreiro e Pardinho – « Pagode em Brasília ». E gostei.
  • O Celinho é fogo. Ele trabalha à beça, é o genro que mamãe pediu a Deus, gerencia supermercados portugueses e ainda arranja tempo de começar outro blog além desse. He rules too.

Saturday, April 22, 2006

Xô!

Ui gente, olho gordo virtual pega? yo no creo en las brujas, pero por si acaso, armemo-nos:










Thursday, April 20, 2006

And twentysomething years ago... a star was born!

Eu te conheci por acaso, e te reencontrei por sorte. Aos poucos, a afinidade, as semelhanças de dois brasileiros exilados semi-voluntários na Europa, filhos da cultura pop dos anos 80, foram se transformando em amizade. Era com você que eu conversava tarde da noite, quando a pós-graduação me obrigava a ficar acordada para estudar, e nessas madrugadas eu me sentia tão sozinha que parecia que não existia mais ninguém no mundo além de nós dois. Essa amizade veio tão naturalmente que nunca precisamos cobrar nada um do outro e apesar da distância física, você nunca esteve longe de mim.
Ouvi suas dúvidas, suas tristezas e seus medos, comemorei suas vitórias e suas alegrias com você, e você virou um porto seguro nessa minha vida meio confusa, sempre sabendo qual era o melhor bálsamo para qualquer tipo de ferida que eu pudesse apresentar, um calor de sol de primavera nos piores momentos de inverno. Você me ensinou a ter confiança, coisa que há tanto eu havia desaprendido e foi entrando no meu coração, antes tão assustado e fechado por mil barreiras, sem nunca forçar nada.

Depois de mais de oito meses juntos e pronta para mais mil vezes isso, queria tentar escrever um pedacinho do que te digo todos os dias. Você não pára nunca de me surpreender, com o seu jeito de ser um homem tão perfeito e de ir caminhando pela vida com honestidade, respeito e amor, sem nem se dar conta de todo o bem que você faz pelas pessoas que têm a sorte de estar perto de você. Porque eu sou apaixonada por você ? Tem o seu talento, a sua sensibilidade, a sua inteligência, o seu caráter… mas também tem o som da sua risada, a doçura da sua voz quando você fala comigo, a sua paciência infinita nas minhas crises de mau humor ; o seu olhar de manhã ao me ver ao seu lado, o jeito que você tem de ver e de me proteger de tudo o que pode me machucar ; as suas imitações que me fazem rolar de rir, as horas perdidas lembrando de tudo o que já vivemos e planejando o que ainda vamos viver; o seu sorriso de menino, tão claro, de felicidade genuína, a transparência e a sinceridade que apagam em um segundo qualquer insegurança, o jeitinho de me olhar de lado sorrindo quando está dirigindo, ou de mexer as mãos quando conversa com os amigos ; porque você fecha a persiana antes do sol nascer para eu não acordar, levanta da cama devagarinho para ela não ranger no meio da noite, não perde a paciência nem ri (demais) das minhas neuras e paranóias ; pela perfeição da minha mão na sua, dos seus olhos nos meus. Enfim, por você ser isso tudo e tanto mais, tanto que eu, que não tenho a sua inspiração, não saberia escrever nunca, só digo que o aniversário é seu mas o presente é meu, por ter o privilégio de ser sua companheira.

Feliz aniversário, menino. Te amo.

Sunday, April 16, 2006

Isso aqui virou minha agenda dos 11 anos...

Roubado do Jesus, me Chicoteia! gostei, e como ando completamente inútil...


Name:


Last name:


Pet's name:


Your age:

Place you lost your virginity:

A bad Habit:

Your favorite fruit or vegetable:

Favorite food:

Favorite Drink:


Favorite animal:

Favorite Color:

Favorite place:

Favorite Band:

A film:

Your Fashion:

Your Mood:

Happiness is:

Love is:

Your world is:

Monday, March 27, 2006

Censura prévia

Gentes, como eu saio de férias amanhã e que vou passar duas semanas com acesso super restrito à Internet, resolvi ativar a moderação dos comentarios. Vai que o povo da bagunça resolve se manifestar...

Alias, recado para o ser em questão (sim, por enquanto é um so):

Com tanta coisa interessante na Internet, jornais, revistas, blogs muitissimo melhores do que esse cafofo aqui, não gaste seu tempo e seus preciosos kilobytes me alugando. Ja que você não gosta de mim, de quem eu gosto, do que eu gosto e do que eu escrevo, a porta da rua (no caso, aquele X no canto superior direito da janela) é serventia da casa.

Passar bem.

Para todas as outras pessoas lindas e fofas que aparecem por aqui, deixo aqui um "grande beijinho", à moda da terra. Se Deus e os sindicatos quiserem, amanhã mesmo estou na
terrinha com o melhor produto de Portugal desde o pastel de nata.

Thursday, March 23, 2006

Culpa da Rê, que desperta meus gostos finos e aristocraticos, mas não financia o vicio. E agora, como é que eu vivo sem esse sapato?

Tuesday, March 21, 2006

Manifestação é o cazzo

Eu sou do bem, juro! Eu vou a passeatas, meu nome já deve estar em uns 42 abaixo-assinados. Eu já fui estudante e já fui jovem (para o governo, depois dos 25 você deixa de ser "jovem); também acho que o CPE é uma sacanagem, que tem que mudar, que o governo francês está exagerando, yada yada yada.
Agora, só uma coisa: por que diabos os malditos dos funcionários da companhia de transportes urbanos de Paris, a popular Erratepê, resolvem entrar em greve JUSTAMENTE no dia em que eu vou viajar de férias?? pra Carol gastar uma baba com táxi, é claro. Felasdaputa.
Eu ainda acho que isso é olho gordo. Será que tem arruda no Marché d'Aligre?