Sunday, December 27, 2009

Vagem "frita" à moda de Szechuan

Quando marido e eu fomos à China esse ano visitar meus pais, eles já estavam bem entrosados com a cidade (Pequim) e conheciam bons lugares para visitar e... para comer ! Lógico que a gente quis comer de tudo um pouco e mais alguma coisa, já que a parte gastronômica da vihttp://www.blogger.com/post-create.g?blogID=15478226agem é fundamental para os pecadores que somos...
Na China come-se muito, MUITO bem. A gastronomia chinesa é tão vasta que dizer "comida chinesa" é a mesma coisa que dizer "comida européia", quer dizer tanta coisa que não quer dizer mais nada. Um bilhão de chineses, né mesmo?
A receita que eu queria dar é de uma receita de Szechuan, região do sudoeste da China conhecida pela culinaria beeeeeeeeem temperada. Alho e pimenta ali é em doses industriais, lembro de um prato de raizes de lotus que chegou na mesa literalmente (literalmente MESMO) coberto de pimentas secas. Tô falando sério, tinha mais pimenta do que raiz de lotus. E estava uma delicia!

Descobri esse prato no "pé-sujo", um restaurante de Pequim que meus pais adoram e com razão, não é sujo não, pelo contrario! Foi o primeiro restaurante onde eu vi uma pia para lavar as mãos logo na entrada. Dentre todas as delicias que comi la, tinha essa vagem, e fucei na Internet até achar o método de preparação da tal vagem. Descobri que era de Szechuan e que dava para fazer no wok (no restaurante acho que era frita mesmo, que nem batatinha). Virou prato preferido aqui de casa. Aliás, essa receita faz qualquer pessoa gostar de vagem, quem diz que não gosta de legume nenhum tem que experimentar as receitas chinesas e japonesas.

Ingredientes para 2 a 4 pessoas, de acordo com o numero de pratos que vc vai servir com a vagem

Um tanto de vagem que dê (eu vou no olho, uns 500g)
3 ou 4 dentes de alho
um pedaço grande de gengibre fresco (uns 5 cm)
1 echalota ou 1 cebola pequena
molho de soja
pimenta em pasta ou picadinha, a quantidade fica a seu critério
2 fatias de bacon ou carne de porco picada miudinho (opcional, quase nunca uso)
1 colher (sopa) de oleo

Pique bem miudinho o alho, o gengibre e a echalota.
Corte a vagem em pedaços grandes, uns 4 dedos de comprimento.
Aqueça o oleo num wok e jogue a vagem quando estiver quente. Mantenha a fogo médio a alto, mexendo sempre para não queimar. A vagem estara pronta quando começar a ficar com a casquinha crocante, e algumas partes torradinhas. Leva entre 8 e 12 minutos. Tire do fogo e deixe escorrer em papel absorvente.
No mesmo wok, coloque para fritar os temperos picados e a carne ou bacon, se for usar. Quando começar a ficar cheiroso, adicione a pimenta. Quando estiver bem fritinho, jogue a vagem de volta no wok, mexa bem até o tempero ficar bem distribuido. Tempere com molho de soja. Tire do fogo, sirva e coma com pauzinhos :-)

Friday, July 03, 2009

Desodorante natureba

Não quer usar os famosos sais de alumínio? Enjoou dos desodorantes industriais que acabam empolando a pele/manchando a blusa? Quer usar produtos cruelty-free mas já viu que a maioria dos desodorantes orgânicos é caríssima e te deixa ainda mais fedida? é pão-dura(o) pra caramba?

Seus problemas acabaram!

Eu, que tinha todos os problemas acima, descobri um ano atrás que bicarbonato de sódio depois do banho, nas axilas ainda úmidas, é o melhor desodorante que ja usei na vida. Aguenta qualquer tranco, inclusive estresse no trabalho, corrida debaixo de sol ou horimeia dentro da linha 4 do metrô, que deveria ser chamada de panela de pressão. Resultado a toda prova. Não mancha nem deixa cheiro na roupa, não tem perfume enjoado. Perfeito, mas...

...o problema é que o pó do bicarbonato é muito áspero, e muitas vezes deixa a minha pele irritada por causa do atrito. Além do mais, o atrito estava deixando a pele da axila escura, chegava até a descascar.

E aí, fuçando na Internet, descobri que tem gente que mistura o bicarbonato com... amido de milho, para deixar a mistura menos abrasiva... Testei hoje com uma mistura de metade bicarbonato, metade amido de milho.

Impressonante como a mistura é muito menos agressiva, é agradavel na pele, não fica branco (so durante uns minutinhos depois da aplicação), não mancha a roupa, resolveu o problema do atrito e aguentou o dia inteiro, e olha que o calor esta impossivel.

Dependendo da pessoa e do calor, da atividade fisica... pode ser uma boa aumentar a proporção de bicarbonato, 2 partes para 1 parte de amido, por exemplo. E nunca esquecer de hidratar a pele das axilas, que é uma parte que eu sempre esquecia.

Recomendo muito!

EDIT : a mistura amido de milho/bicarbonato é porreta. A mistura que misturava bicarbonato e amido em partes iguais não me pareceu tão eficaz, e eu sou paranóica com cheiro de suor, então... Passei para a proporção 2/3 bicarbonato, 1/3 amido de milho, e ficou ótimo. Esta mistura aguentou duas semanas em Pequim, umidade alta e calor acima dos trinta graus. Agora estou experimentando substituir o amido por talco e também ficou ótimo.

Tentei usar o bicarbonato de sódio puro de novo, porque achei um pó bem fininho, mas não adianta, deixou minha pele irritada. Também tentei fazer um desodorante líquido, dissolvendo o bicarbonato em água num frasco com spray. Funciona, mas não é muito prático porque precisa esperar secar :-)

Quanto às manchas de suor embaixo do braço, acho que não resolve, já que o bicarbonato é um desodorante e não um antitranspirante. Eu transpiro muito pouco, então não tenho problemas com isso, fico com uma mancha pequena de suor quando faz mesmo muito calor e quando uso uma blusa muito justa. Não vejo diferença de tamanho entre a mancha de suor que tenho agora e a que eu tinha quando usava um antitranspirante do Boticário. Mas para quem transpira bastante, talvez faça diferença...

Monday, June 08, 2009

Assumir é digno


Da loja de decoração parisiense Paristic. No resto da França, os parisienses têm fama de serem blasés, resmungões e esnobes. Pode até ser, mas pelo menos sabem tirar onda com isso, então acho digno !

Saturday, May 23, 2009

Quem procura acha... coisas bizarras

Impressionante como a Internet mudou a rotina do tradutor. Eu, que comecei a estudar em 2000, nem sei como era a tradução antes da Internet e do dicionário em CD-ROM, apesar de eu ainda usar um Aurelião impresso que costuma resolver mais rapido do que o do computador.
Eu traduzo pouco, meu trabalho maior é a coordenação dos projetos de tradução. Mas de vez em quando, se parece que vai ser melhor fazer in-house (conhecimento do jargão da firma, etc.) e principalmente se der tempo, a gente faz. E ontem lancei uma pesquisa para ilustrações de "quatruple bypass". E descobri isso.

Chamei a caléga pra ver comigo e NÃO é piada, o restaurante existe mesmo em Chandler, Arizona. O Quadruple Bypass Burger tem 8000 calorias. OITO MIL CALORIAS. Eu nem sabia que dava para comer isso tudo numa refeição so sem passar mal. E o buffer all-you-can-eat de batatas fritas na banha ? E a promoção "quem pesa mais de 160 kg come de graça" ?

Eu fiquei chocada mas depois me peguei pensando : pelo menos o tal Dr. John não tenta enganar ninguém,.

Quando vejo as propagandas dos fast-foods que tentam te convencer que a comida deles é super saudável, boa para crianças e adultos, e que eles se preocupam com o seu bem-estar, também fico chocada. Adoro comerciais de fast-food cheios de pessoas lindas, saudaveis e gostosonas comendo saladas e bebendo duma garrafinha d'agua... Confesso que gosto de um junk food de vez em quando, e vamos combinar, quase ninguém come saladinha. Ou alguém vai conseguir me convencer que o produto mais vendido no Méqui são as saladas de frango grelhado com alface ? Ora me poupe. A ultima é que eles fazem o hamburguer com pão integral, como se isso tornasse o Bigue Méqui quase uma refeição macrobiotica. Palhaçada total.

Monday, May 18, 2009

A Srta. Bia recomendou, eu assisti e adorei. Segui os conselhos dela, tirei os links la do blog maravilhoso dela e aqui esta, para quem quiser assistir.

Está na hora de exercermos nossa capacidade de consumo com discernimento. Não precisa todo mundo virar hippie, mas pensar em diminuir o desperdício, a exploração dos pequenos produtores, o sofrimento animal e a poluição... Um pouquinho de cada vez :-)

CRIANÇA, A ALMA DO NEGÓCIO
Um documentário sobre publicidade, consumo e infância.

Produtora: Maria Farinha Produções
Direção: Estela Renner
Produção Executiva: Marcos Nisti

Parte 1 - http://www.youtube.com/watch?v=dX-ND0G8PRU

Parte 2 - http://www.youtube.com/watch?v=UkcVM0Vcwd0

Parte 3 - http://www.youtube.com/watch?v=eq0gqEeaNL8

Parte 4 - http://www.youtube.com/watch?v=2d0DWuZsAfM

Parte 5 - http://www.youtube.com/watch?v=88v1i9BXTS8

Créditos finais - http://www.youtube.com/watch?v=Oqk7uUnEurY

Sunday, May 17, 2009

Arroz metido a besta com verduras


Ou... Risotto approximatif aux petits légumes printaniers para as visitas :-) O arroz é metido a besta porque é metido a risoto, mas não é... Porque não foi com arroz arborio, basta um arroz de grão curto ou até arroz normal mesmo se for o que tiver em casa. Não esquentei a barriga no fogão mexendo sempre, e leva creme de leite. Mas fica tão bom...

Para 2 pessoas


1 copo pequeno de arroz (eu usei semi-integral, uns 130g)
1 colher (café) de óleo

1/2 copo de vinho branco
1 punhado bem grande de folhas de espinafre

8 cogumelos frescos grandes (ou uma lata pequena)

4 aspargos verdes
1 cubo de caldo de legumes

4 colheres (sopa) bem cheias de parmesão ralado

1 colher (sopa) rasa de manteiga

2 colheres (café) de creme de leite
1 cebola

2 dentes de alho


Lavar as folhas de espinafre com cuidado para tirar toda a areia. Cortar em tiras e colocar numa panela vazia, em fogo baixo. Tampar e cozinhar os espinafres no próprio vapor, só até as folhas murcharem. Leva uns 5 minutos. Escorrer bem.
Picar a cebola e o alho bem miudinhos. Fatiar os cogumelos, tirar a base dos aspargos e cortar em pedaços de uns 2 cm.
Em uma panela, aquecer o óleo. Refogar a cebola e o alho até ficarem transparentes. Acrescentar os cogumelos, refogar uns 2 minutos. Adicionar o arroz e refogar mais 5 minutos, mexendo sempre. Jogar o vinho branco na panela e mexer bem até o arroz absorver o vinho e o alcool evaporar.
Colocar na panela 2,5 copos de água e o caldo de legumes esfarelado. Mexer bem e tampar. Deixar cozinhar uns 12 minutos, mexendo de vez em quando. Colocar os aspargos, mexer e deixar cozinhar mais uns 5 minutos. Quando o arroz estiver al dente, tirar do fogo, colocar a manteiga, o creme de leite e o parmesão e mexer muito bem.
Servir em seguida.

Monday, May 11, 2009

J'irai revoir (l)a Normandie

Voltamos hoje da Normandia, para mim uma das regiões mais lindas da França. Campos verdejantes com milhares de vaquinhas pastando, campos amarelo-ouro cobertos de flores de colza, centenas de macieiras em flor... E quem disse que na Normandia só chove ? Foi sol todos os dias, começou a chover quase no momento exato em que saímos de lá e entramos na (preguiiiiiça) Ile-de-France.

Campo de colza

Se aquele espanhol não tivesse abocanhado meu prêmio do Euromilhões, tinha comprado hoje mesmo uma casa em Houlgate e outra no interior, no paraíso verde entre o mar e Caen...

Caen
Floresta perto de Honfleur

Houlgate

O D-Day também foi na Normandia. Visitamos Omaha Beach, a Pointe du Hoc (um dos pontos primordiais do desembarque americano na França) e o cemitério militar americano de Colleville-sur-Mer. A impressão que estas visitas me dexaram foi dolorosa e triste, mas acho que é necessário ver para se ter uma idéia da dimensão do débarquement. A Pointe du Hoc foi a que mais me impressionou, é um dos poucos lugares onde o terreno foi deixado mais ou menos como estava depois da guerra... V ver as crateras feitas pelas bombas, a altura da falésia escalada pelos soldados americanos, as fortificações alemãs, os canhões... Fiquei sem palavras. Jacques Prévert já disse, "quelle connerie la guerre".
La Pointe du Hoc
Omaha Beach

Tuesday, April 14, 2009

Quem quer bacalhaaaaaaau ? bis

Eu não gostava de bacalhau quando era menina, para mim era aquele peixe que você mastigava, mastigava e nunca que ele se desfazia, ficava aquela palha na boca…
Agora que tenho mais ocasiões de ir a Portugal, pude comer bacalhau do bom, porque português não brinca com a qualidade do bacalhau, ora essa ! E fiz as pazes com o dito cujo, principalmente com as receitas mais simples, que destacam bem o sabor do peixe sem afogá-lo no creme de leite, na maionese…
Um dos melhores que ja comi é feito pela minha sogra : postas enormes de bacalhau num refratário, assadas no azeite (uns 2 dedos de azeite pelo menos). Em cima das postas, um pouquinho de farinha de rosca, um dente de alho e uma bolinha de manteiga.

Isso sem falar nas pataniscas, nos bolinhos, nas punhetas (epa!)... Viciei.

E o meu preferido : Bacalhau à Braga

Para 2 pessoas

2 postas grandes de bacalhau, no lombo (ou 3 postas médias), dessalgado
4 cebolas
3 dentes de alho
3 folhas de louro
1 copo de vinho branco seco
2 colheres (sopa) de vinagre de vinho ou de maçã
2 colheres (sopa) de azeite
pimenta-do-reino
sal

Batatas chips ao forno
Batatas (quanto quiser, aqui em casa vai um monte pois somos batatívoros)
Azeite em spray ou azeite e um pincel
Sal

Preparo das batatas chips ao forno

Descasque as batatas, corte em fatias de 2 mm (eu faço com a lâmina reta do ralador). Seque bem as rodelas com papel toalha.
Forre uma assadeira com papel manteiga, unte de leve com o azeite em spray ou com um pincel. Coloque as rodelas de batata evitando coloca-las umas por cima das outras. Unte a parte de cima das batatas com o azeite.
Forno bem quente (uns 250 graus) até as batatas ficarem douradas. O tempo que leva depende do seu forno, uns 15 a 20 minutos.
Reserve as batatas em um prato forrado com papel toalha.

Para o bacalhau :
Tempere as postas de bacalhau com um fio de azeite, louro e o alho amassado.
Aqueça 2 colheres de azeite em uma panela de fundo grosso. Jogue as cebolas cortadas em rodelas, refogue bem. Quando começarem a dourar, junte o vinho branco e o vinagre. Cozinhe bem até as cebolas ficarem molinhas. Não deixe secar muito. Tire a cebola e reserve. Frite o bacalhau na mesma panela, doure bem dos dois lados. Junte a cebola, tampe e deixe cozinhar em fogo baixinho durante uns 15 minutos. Sirva bem quente, com as batatas chips em volta. O bom é quando as batatas ficam impregnadas do caldinho do bacalhau… Delícia !

Sunday, April 05, 2009

You're so self-satisfied I don't need you

Eu me apego demais a pessoas, sempre me apeguei. O problema é que muitas vezes nos apegamos e nos magoamos. E aí a gente insiste, porque afinal a gente gosta, né. então pensa que é recíproco. E isso pode durar anos, décadas até. Pode ser com amigo, namorado, irmão, pai ou mãe...
Olha : não é recíproco. Nem sempre.
Não desperdiço mais meu amor, meu carinho, minha preocupação, com quem não valoriza. Não sei mais onde eu li que as pessoas nos amam do jeito delas, e não do jeito que nós esperamos delas. No fundo, cada um só pode dar o que tem.
Que seja. Para isso, é preciso compreensão e empatia, para entender que aquele seu amigo te xinga porque te ama, por exemplo. Ou, sei lá, que sua mãe vive dando palpite na sua vida pessoal (não é o caso da minha, mas sei bem que existe) porque te ama.
Mas e se for gente que não quer dividir nada ? Que só quer receber, receber, receber ? Que não vai compartilhar dores e alegrias, não vai te estender o lenço de papel quando você estiver arrasada, vai ser ingrata, indiferente e cruel ? Ou pior, que só vai se lembrar de você para obter algo ?
Eu já tenho minha vida. Meus verdadeiros amigos, daqueles que não deixam nunca de serem amigos mesmo depois de meses longe, são pouquíssimos mas da melhor qualidade. E graças a Deus, tenho maridón, que é amigo incondicional, amor incondicional e família incondicional.
Não vou mais me desgastar. Viva a sua vida que eu vivo a minha. Seja muito feliz ou não seja. I'm breaking free.

Saturday, April 04, 2009

Saladas salvadoras

Sem grana ? Sem tempo ? Sem nada na geladeira pois acabou de voltar de viagem ? Todas as respostas anteriores ? Está na hora de investir em uma das invenções mais práticas numa cozinha : os enlatados. Algum tempo atrás eles tinham uma reputação meio ruim, de qualidade meia-boca e de criadores de azia, mas melhoraram muito. Na minha despensa, não faltam enlatados variados, e o fundamental aqui é :

- tomate pelado
- atum em água
- sardinha (filés em marinada de limão, sem óleo, aqui em casa)
- lentilha
- milho
- feijão (para o chili com carne, pues)
- palmito
- corações de alcachofra
- cornichons

Isso aí é a lataria básica, que não falta nunca. Quebra um galho absurdo.

Idéia de uma salada delícia que fiz ontem, na volta da viagem a Portugal. Dá para 2 pessoas ou se for uma pessoa esfomeada como eu, uma e meia :-)

- 200g de macarrão cozido (o melhor é usar batata cozida e picada, mas eu tinha sobras de massa)
- 1 lata de sardinhas
- 1 lata pequena de qualquer legume enlatado que você gostar, eu usei fundos de alcachofra, picadinhos
- uns 10 cornichons e/ou cebolinhas em conserva em rodelinhas
- 1/2 cebola cortada em cubinhos pequeninos
- azeite
- sal
- suco de limão

Misture todos os ingredientes, tempere com azeite, sal e suco de limão. Fica ainda melhor no dia seguinte.

A idéia é usar o que você tiver em casa : tomates, cenoura ralada crua ou cozida, restos de qualquer verdura... The sky is the limit. Se não gostar de sardinha, use atum... Mas eu não entendo como pode alguém não gostar de sardinha, eu A-M-O sardinha ! :-)

Saturday, March 21, 2009

Monica Geller ON

Como Monica, "when I'm upset... I clean".
Faxina da primavera mega blaster mode : ON

Semana INFERNAL no trabalho, marido trabalhando pacarai também, a casa tá um lixo porque não consegui sair nenhuma vez do serviço num horário decente. Placas de eczema gigantes aproveitam o estresse e se instalam na minha pobre e combalida pele.

Mantra para não ter um troço : férias dia 25, férias dia 25, férias dia 25, férias dia 25...

Saturday, February 21, 2009

Tem pé de caramelo

Assumindo a tendência blog de receitinhas, aqui vão duas com um dos sabores que mais amo no mundo : CARAMELO. Pra mim caramelo é até melhor do que chocolate, prontofalei.


Crème de caramel au beurre salé*
(*caramelo feito com manteiga com sal, especialidade francesa, vai na fé que é uma delícia)


Ingredientes :


200g de açúcar

40g de manteiga com sal
20 cl de creme de leite sem soro (pode ser do light, eu uso esse)


Modo de preparar

Numa panela de inox, coloque o açúcar no fogo médio, mexendo o minimo possivel até formar um caramelo, igualzinho a calda de pudim. Quando estiver com aquela cor bonita de caramelo, coloque a manteiga aos pedacinhos, e cuidado que pode espirrar. Mexa bem e acrescente o creme de leite aos poucos, mexendo sempre. Baixe o fogo e deixe cozinhar uns 5 minutos. Despeje num pote de geléia (rende um pote dos de 395g bem cheio), deixe esfriar e voilà !
Use como géléia ou nutella : no pão, em panquecas, em cima do sorvete, para adoçar iogurte... ou de colher mesmo.
Super facil de fazer, baratinho e um absurdo de bom. Diz a receita que pode guardar até um mês na geladeira que não estraga. Não sei dizer, aqui em casa nunca dura mais de uma semana :-D

Daí eu me arretei e fiz um iogurte de caramelo. Ceis lembram da receita básica de iogurte ? 800 ml de leite semidesnatado, um pote de iogurte natural, um pote de leite em pó, tudo na temperatura ambiente e bem batidinho. Coloquei o equivalente a 2 colheres (chá) bem cheias por pote de iogurte, e um pouquinho de adoçante. Bati bem e despejei nos copinhos, e 11 horas de iogurteira depois... Ficou essa delícia de Jesus. Só fiz metade do iogurte de caramelo, o resto foi natural mesmo porque fiquei com medo de não dar certo. Devia ter feito tudo de caramelo, porque ê trem bão !

Thursday, February 19, 2009

Leonard está de pé em cima da mesma poltrona que agora tenho na minha sala.
*gee k pride*

Thursday, February 12, 2009

Sapato de mulherzinha

Eu namorei esses sapatos durante o inverno inteiro. Achei com 50% de desconto, não resisti e comprei. Todo mundo olhou para os meus pés, achou lindo, etc. Sera que isso vale as duas bolhas enormes que eles trouxeram para meus pobres dedinhos ? Sexo frágil é o escambau, tem que ser muito forte pra aguentar um sapato desses, valha.



Amanhã, it's back to Adidas.

Thursday, February 05, 2009

Receitinha de inverno


Gratin Dauphinois

(Para 6 pessoas)

1 kg de batatas
700 ml de leite (usei semidesnatado)
200 ml de creme de leite líquido (usei o light)
1 dente de alho pequeno
2 cc de manteiga
noz moscada
sal

Descasque as batatas e corte-as em fatias beeeeeeem finas, 2 a 3 mm de espessura. Com um processador ou um ralador para fatiar chips, vai rapidinho. Seque bem as fatias com um pano limpo ou com papel toalha.
Coloque o leite, as batatas e o sal em uma panela grande. Cozinhe em fogo baixo durante 10 minutos a partir da ebulição, mexendo de vez em quando para não grudar no fundo da panela. Enquanto isso unte uma forma refrataria grande (o gratin não pode ficar muito alto) com a manteiga, e esfregue o dente de alho no fundo e nos lados da forma.
Tire as batatas do fogo e adicione bastante noz-moscada, de preferência ralada na hora. Misture o creme de leite, verifique o sal, despeje tudo na forma untada e leve ao forno médio (180 graus) durante cerca de 40 minutos, ou até as batatas ficarem macias.

Delícia absoluta num dia de inverno ! Acompanha super bem carne, frango, pato… Com um salmão no vapor é um absurdo de bom.Eu gosto tanto que pra mim o gratin é o prato principal, acompanho com uma ratatouille ou uma abobrinha refogada e sou feliz :-).

Saturday, January 10, 2009

Apesar do frio que continua (a neve que caiu segunda-feira ainda não conseguiu derreter), da minha impossibilidade de manter os pés quentes na rua, das gripes, das dezenas de camadas de roupa que eu acho super desconfortáveis, o inverno tem seu charme. E não é a felina da casa que vai discordar.

Thursday, January 01, 2009

Back from the North

Voltei de Amsterdam gripadíssima, tosse, febre, peito congestionado e nunca senti tanto frio em minha vida. Mas fiz as pazes com a cidade, que afinal de contas é linda e agradável.
Também passamos por Bruges, que é linda também. E meu Deus, nunca vi tanta casa CHIQUE, assim com maiusculas mesmo. E graças ao habito dos belgas e holandeses de não fecharem nunca as cortinas de casa, a gente vê como eles têm bom gosto, so dava casa de revista de design escandinavo, benzadeus.

E o frio continua por aqui, estão anunciando -4 e -6 graus nesse final de semana. Estou certa de que morrerei congelada.